domingo, 29 de maio de 2016

Síria: Papa associa-se a jornada de oração pela paz no Dia da Criança

Iniciativa convida meninos e meninas de todo o mundo a unir-se às crianças que sofrem com o conflito

Cidade do Vaticano, 29 mai 2016 (Ecclesia) – O Papa Francisco associou-se hoje à iniciativa de oração pela paz na Síria que vai decorrer a 1 de junho, Dia Internacional da Criança, tendo como protagonistas os mais novos.
“Na próxima quarta-feira, 1 de junho, por ocasião do Dia Internacional da Criança, as comunidades cristãs da Síria, tanto católicas como ortodoxas, viverão em conjunto uma oração especial pela paz que terá como protagonistas precisamente as crianças”, disse, na Praça de São Pedro, antes da recitação da oração do ângelus.
Francisco realçou que “as crianças sírias convidam as crianças de todo o mundo a unir-se a elas na oração pela paz”.
O Dia Internacional da Criança vai ser assinalado na Síria com um conjunto de procissões pela paz no país, em guerra desde 2011, com iniciativas previstas nas cidades de Damasco, Alepo, Homs, Tartus e Marmarita.
A fundação pontifícia Ajuda à Igreja que Sofre, quem tem acompanhado as comunidades católicas no terreno, informa em comunicado enviado à Agência ECCLESIA que “esta iniciativa inédita tem o apoio de todos os patriarcas da Síria” e “pretende ser replicada também em todo o mundo”.
A intenção é promover “uma grande oração pela paz lembrando as crianças que são, seguramente, das principais vítimas da guerra”.
A AIS convida escolas, paróquias e movimentos a unir-se a esta jornada de oração pela paz, “tendo presente o sofrimento dos filhos da Síria, causado por estes anos de conflito armado”.
O bispo de Lakatia, D. Antoine Chbeir, deixou votos, através da fundação pontifícia, “que outras crianças em redor do mundo sigam também o exemplo das crianças da Síria”.
Iniciada em 2011, a guerra civil na Síria já terá causado a morte a cerca de 470 mil pessoas, segundo dados do Centro Sírio para Pesquisa Política, a que se somam milhões de feridos, deslocados e refugiados, para além de elevados danos materiais.

OC

C33A - Deus é para Todos - 9.º Domingo Tempo Comum (Ano C) - P. Abel Fer...

DESAFIO-TE:
Esta semana, vai ao encontro de um não crente. Fala-lhe da tua experiência de fé.

Maio Mês de Maria

Hoje Azenhas do Mar 

21h00 - Missa seguida de Procissão de velas, em honra de Nossa Senhora.

quinta-feira, 26 de maio de 2016

Corpo de Deus percorre ruas da Baixa de Lisboa


A Solene Procissão do Corpo de Deus, no dia 26 de maio, quinta-feira, a partir das 17h00, vai percorrer diversas ruas da cidade de Lisboa e termina, pelas 18h30, no Largo da Sé, com a tradicional bênção. De manhã, às 11h30, na Sé Patriarcal, Cardeal-Patriarca de Lisboa, D. Manuel Clemente, preside à Eucaristia na Solenidade do Santíssimo Corpo e Sangue de Cristo. Após a celebração, entre as 13h00 e as 16h00, haverá Adoração do Santíssimo Sacramento na Sé.

sábado, 21 de maio de 2016

Maio Mês de Maria

- DOMINGO dia 22: Procissão de velas em honra de Nossa Senhora, em Almoçageme

21h00 - Oração do Rosário na Igreja seguido da Procissão em Honra de Nossa Senhora de Fátima, que será acompanhada pelos Bombeiros e pela Banda

domingo, 15 de maio de 2016

C31 - Ser Testemunho - Domingo de Pentecostes (Ano C) - D. Joaquim Mendes

DESAFIO-TE:
Esta semana, sê testemunha. Mostra Cristo aos outros.

«Quantas vezes vemos gente tão afeiçoada aos gatos e cães, e depois deixam sem ajuda o próximo que precisa», diz papa

Papa Francisco
 Visita à comunidade "Il Chicco",
Ciampino, Roma, Itália
13.5.2016  © 2016 LUSA
.
 O papa frisou hoje, no Vaticano, que não se deve «identificar a piedade com o pietismo, muito difundido, que é só uma emoção superficial e ofende a dignidade do outro», nem se pode confundi-la com a «compaixão» pelos animais de companhia.

«Acontece, com efeito, que às vezes se experimenta este sentimento pelos animais e fica-se indiferente perante os sofrimentos dos irmãos. Quantas vezes vemos pessoas tão afeiçoadas aos gatos, aos cães, e depois deixam sem ajuda o próximo, a próxima que tem necessidade. Assim não pode ser», afirmou.

Francisco, que falava durante a «audiência jubilar» realizada no âmbito do Jubileu Extraordinário da Misericórdia, que decorre até 20 de novembro, realizou-se na Praça de S. Pedro, com ligação ao grande auditório Paulo VI, para onde foram encaminhadas as pessoas doentes, devido à chuva que caía sobre Roma.

«Entre os muitos aspetos da misericórdia, há um que consiste em experimentar piedade ou apiedar-se perante quantos têm necessidade de amor. A "pietas" - a piedade - é um conceito presente no mundo greco-romano, onde, porém, indicava um ato de submissão aos superiores: antes de tudo a devoção devida aos deuses, depois o respeito dos filhos para com os pais, sobretudo anciãos», explicou.

A piedade, prosseguiu o papa, «é uma manifestação da misericórdia de Deus. É um dos sete dons do Espírito Santo», que o Evangelho evoca «muitas vezes» quando menciona «o grito espontâneo que pessoas doentes, endemoninhadas, pobres ou aflitas dirigem a Jesus: "Tem piedade".».

Francisco recordou que «a todos Jesus respondia com o olhar da misericórdia e o conforto da sua presença», porque para Ele «experimentar piedade equivale a partilhar a tristeza de quem encontra, mas ao mesmo tempo a operar na primeira pessoa para a transformar em alegria».

«Também nós somos chamados a cultivar em nós atitudes de piedade perante as muitas situações da vida, sacudindo a indiferença que impede de reconhecer as exigência dos irmãos que nos rodeiam e libertando-nos da escravidão do bem-estar material», apontou.

Depois de evocar Maria, que para os crentes é «o ícone da piedade», o papa citou Dante (c. 1265-1321), considerado o maior poeta de língua italiana, quando este, na sua obra maior, "Divina Comédia", evocou a Virgem colocada no topo do Paraíso: «Em ti misericórdia, em ti piedade, [...] em ti repousa tudo o que na criatura há de bondade».

Rui Jorge Martins
Publicado em 14.05.2016

sexta-feira, 13 de maio de 2016

15 de Maio 2016


Maio Mês de Maria

- SEXTA-FEIRA:Procissão de velas, em honra de Nossa Senhora, na Eugaria ás 21h30 (inicio em Gigarós)
- SÁBADO: Missa Vespertinas no Penedo às 21h00, seguida de Procissão de velas em honra de Nossa Senhora.
- DOMINGO: Procissão de velas em honra de Nossa Senhora, na Azoia às 21h00.

quinta-feira, 12 de maio de 2016

Dia Internacional dos Museus - Sintra


Maio - Mês de Maria

- QUINTA-FEIRA: Missa no Mucifal às 21h00. seguida de Procissão de velas, em honra de Nossa Senhora.
- SEXTA-FEIRA:Procissão de velas, em honra de Nossa Senhora, na Eugaria ás 21h30 (inicio em Gigarós)
- SÁBADO: Missa Vespertinas no Penedo às 21h00, seguida de Procissão de velas em honra de Nossa Senhora.
- DOMINGO: Procissão de velas em honra de Nossa Senhora, na Azoia às 21h00.

terça-feira, 10 de maio de 2016

Homilia na Solenidade da Ascensão do Senhor, Festa da vida e da família* 8/5/2016

Há uma ascensão a cumprir!

Amados irmãos, aqui estamos todos, dos mais novos aos mais velhos, em plena Ascensão do Senhor, festa da vida e da família. É bom revermo-nos em número e proveniência tão expressivos, num verdadeiro “dia diocesano”, em boa hora dedicado a tal temática.
Revermo-nos uns aos outros, com especial referência aos que perfazem datas maiores do seu matrimónio. E revermo-nos nesta solenidade, assumido bem o que disse a oração de há pouco, pedindo a Deus a alegria plena que nos pode e deve dar a ascensão de Cristo, causa de esperança para todos e cada um. Na verdade, «tendo-nos precedido na glória como nossa Cabeça, para aí nos chama como membros do seu Corpo».
Continuar a ler: http://www.patriarcado-lisboa.pt/site/index.php?id=6559

Bate Bate CORAÇÃO - No Coração de Sintra


sábado, 7 de maio de 2016

Praia das Maçãs - Sábado, 7 de Maio - Mês de Maria

Missa às 21h00, seguida de Procissão de velas em honra de Nossa Senhora de Fátima.



“Caminhada pela Vida 2016”

Mensagem em nome do Papa Francisco por ocasião da 6ª edição da
“Caminhada pela Vida” que terá lugar no próximo dia 14 de maio, em Lisboa.

O Papa Francisco compraz-se com os sentimentos que lhe fez presente em nome das pessoas e movimentos que organizam a "Caminha pela Vida em Portugal" prevista para o próximo dia 14 de Maio com o intuito de "testemunhar a alegria do dom da vida e a beleza da família", a fim de se construir uma sociedade mais acolhedora, justa e fraterna. Como ele escrevia há pouco, "um olhar atento à vida quotidiana dos homens e das mulheres de hoje demonstra imediatamente a necessidade que há, em toda a parte, duma vigorosa injecção de espírito familiar. Não só a organização da vida comum encalha cada vez mais numa burocracia totalmente alheia aos vínculos
humanos fundamentais, mas até o costume social e político demonstra frequentemente sinais de degradação" (Exort. A Alegria do Amor, 183). Por isso, anima organizadores, participantes e aderente à iniciativa um renovado empenho na promoção dos verdadeiros valores humanos, morais e espirituais que inspirem os indivíduos, as famílias e a sociedade portuguesa na busca do bem comum enraizado na concórdia, na justiça e no respeito pelos direitos da pessoa humana desde a concepção até à sua morte natural. Com votos porque seja coroada de êxito a anunciada marcha pela vida, o Santo Padre a todos saúda e sobre todos implora as mais abundantes bênçãos de Deus.

+ Angelo Becciu
Arcebispo titular de Roselle e Substituo
 da Secretaria de Estado de Sua Santidad



quarta-feira, 4 de maio de 2016

Quita-feira 5 de Maio de 2016

Um encontro que vai valer a pena pela oportunidade de participar numa visita guiada ao Museu, pela apresentação do livro "50 Mensagens" e do "Prémio de Jornalismo Dom Manuel Falcão" e pelas comunicações sobre "a relação do Papa João Paulo II, Bento XVI e Francisco com os media" e sobre a Mensagem "Comunicação e Misericórdia.
 (A dificuldade de mobilização nas ruas que dão acesso ao Museu da Misericórdia aconselham a utilização dos transportes públicos ou a deslocação atempada para o local)

COMUNICAÇÃO DIGITAL PODE SER «AUTÊNTICA» E «HUMANA»

«Emails, SMS, redes sociais, chats podem ser formas de comunicação plenamente humanas. Não é a tecnologia que determina se a comunicação é autêntica ou não, mas o coração do homem e a sua capacidade de fazer bom uso dos meios ao seu dispor», afirma o Papa na Mensagem para o Dia Mundial das Comunicações Sociais, que se assinala domingo, dia 8 de maio.
No texto intitulado “Comunicação e Misericórdia: um encontro fecundo”, Francisco sustenta que as redes sociais são capazes de «favorecer as relações e promover o bem da sociedade» e de ajudar na construção de «uma verdadeira cidadania», mas alerta também para a possibilidade de uma «maior polarização e divisão entre as pessoas e os grupos».
«O ambiente digital é uma praça, um lugar de encontro, onde é possível acariciar ou ferir, realizar uma discussão proveitosa ou um linchamento moral», assinala o Santo Padre.
Este ano, a celebração do Dia das Comunicações Sociais é enquadrada no Ano Santo da Misericórdia e, neste contexto, o Papa faz votos de que todos consigam ser «mais abertos ao diálogo».
«Gosto de definir este poder da comunicação como ‘proximidade’. O encontro entre a comunicação e a misericórdia é fecundo na medida em que gerar uma proximidade que cuida, conforta, cura, acompanha e faz festa», explica.
Para Francisco, «comunicar com misericórdia significa contribuir para a boa, livre e solidária proximidade entre os filhos de Deus e irmãos em humanidade».
O Santo Padre lembra, no entanto, que o acesso às redes digitais implica «uma responsabilidade pelo outro», por alguém que, mesmo não sendo visível, «é real, tem a sua dignidade que deve ser respeitada».
Neste sentido, aconselha todos a escolher «cuidadosamente» palavras e gestos para superar «incompreensões» e construir «paz e harmonia».

Igreja

De onde veio a palavra “hóstia”?
Os cristãos adotaram esta palavra para se referir ao Cordeiro imolado

Fátima Missionária

Santuário lança passatempo de fotografia 

Até 31 de outubro, os entusiastas da fotografia têm a oportunidade de mostrar o significado de Fátima na experiência da vida cristã, através de imagens. Os concorrentes habilitam-se a ganhar uma viagem a Roma

Pensamento do dia  

Se alguém não tiver amor a Nossa Senhora, peça-o; não amar Nossa Senhora é mau sinal.

domingo, 1 de maio de 2016

Neste dia 1 de Maio assinalamos o dia da mãe, com uma proposta de oração em família.

Oração para o dia da mãe


Maria, Mãe de todas as mães,
a ti acorremos como modelo e exemplo
do Sim cheio de afecto e confiança.

Todas as mães desta diocese de Lisboa
te louvam e bendizem porque aceitaste
ser a concretização do plano de Deus
para a salvação da humanidade.

Nós te pedimos, Mãe de Jesus e nossa Mãe,
dá-nos a graça de consagrarmos totalmente a Deus, a dedicação da nossa vontade
e a sinceridade do nosso coração.

Ó Maria, Mãe do Céu,
Ajuda-nos a ensinar aos nossos filhos
o Sim da obediência,
na confiança da fé que lhes transmitimos.

Torna-nos capazes, Mãe querida,
de nunca nos separarmos
do amor de teu Filho, Jesus.

A ti nos confiamos,
para que sejamos dignos das promessas de Cristo.
Ámen