quinta-feira, 27 de Novembro de 2014

Papa Francisco - Estrasburgo 25/11/2014

Papa no Parlamento Europeu: Onde está a dignidade humana?
Um dos mais célebres frescos de Rafael que se encontram no Vaticano retrata a denominada “Escola de Atenas”. No centro estão Platão e Aristóteles. O primeiro com o dedo que aponta para o alto, para o mundo das ideias, podemos dizer para o céu; o segundo estende a mão para a frente, para quem olha, para a terra, a realidade concreta. Parece-me uma imagem que descreve bem a Europa e a sua história, feita do contínuo encontro entre céu e terra, onde o céu indica a abertura ao transcendente, a Deus, que desde sempre distinguiu o homem europeu, e a terra representa a sua capacidade prática e concreta de enfrentar as situações e os problemas.

segunda-feira, 24 de Novembro de 2014

- Destaques da Semana -

- Grupos de Caminhada Sinodal: 3ª feira na Azóia às 15h30, em Almoçageme às 20h30 e no Mucifal às 21h00. 4ª feira em Colares e na Praia das Maçãs às 21h00. 5ª feira nas Azenhas do Mar às 21h00 e Domingo no Penedo às 10h00 e em Colares às 10h30.
- TERÇA-FEIRA: Reunião Vicarial de Pastoral Familiar, para casais responsáveis paroquiais en Rio de Mouro às 21h30.
- QUINTA-FEIRA: Adoração ao SS.mo Sacramento, nas Azenhas do Mar às 21h00.
- SÁBADO: Retiro de Advento para Casais, Família em saída... às 9h00 no Centro Pastoral de Torres Vedras.

domingo, 23 de Novembro de 2014

Cristo Rei do Universo – Ano A

Evangelho - Mt 25,31-46
Comentário Breve
No último domingo do ano litúrgico (A) escutamos a conclusão do discurso escatológico de Cristo na versão de Mateus, no qual é anunciado o juízo final.
Trata-se de um trecho extraordinário que, de um modo simples, sintetiza a singolaridade cristã, colocando com clareza o discípulo de Cristo diante da concreta responsabilidade para com os irmãos, em particular, para com os últimos.
A realeza de Cristo consiste no cumprimento do juízo que é uma medida de justiça para com todos os que na terra foram vítimas, privados da possibilidade de uma vida digna desse nome. Assim, Cristo leva até ao fimo que iniciou com a sua passagem pela terra fazendo o bem.
O juízo é absolutamente necessário para que a história tenha um sentido e todas as nossas acções encontrem uma verdade objectiva diante de Deus que "ama a justiça e o direito" (Sal 33, 5).
Servindo-se de uma imagem do profeta Ezequiel, Jesus afirma que o Filho do homem separará as ovelhas dos cabritos, como "o pastor", colocando as ovelhas à sua direita.
Este juízo, ao mesmo tempo pessoal e universal, não acontece somente no final de um processo, porque todo a nossa vida é o lugar onde decorre o processo.
É para que tenhamos uma consciência mais aguda disto que Jesus descreve este diálogo duplo e simétrico entre o Rei/Filho do Homem e quantos estão diante dele, ora à sua esquerda, ora à sua direita. A estes defini-os como "benditos de meu Pai", dando-lhes como herança o Reino pelo seu agir: tive fome, tive sede, era estrangeiro, estava nu, doente, preso e vós fizestes...
Aos outros pelo facto de não terem feito, reserva uma sorte oposta.
A medida desta separação não é de índole moral ou teológica, mas depende simplesmente de ter ou não servido os irmãos, das relações de fraternidade com quantos se cruzaram connosco no caminho. E o que é mais insólito é o espanto manifestado por todos a quem do Filho do Homem se dirige: quando é que te fizemos? 
Surge a resposta: "Em verdade vos digo: Quantas vezes o fizestes
a um dos meus irmãos mais pequeninos, a Mim o fizestes"
Cristo identifica-se com os necessitados – quem serve o pobre serve a Cristo.
Para nós cristãos os pobres manifestam o pecado do mundo, da injustiça que reina sobre a terra e na atitude para com esses mede-se a nossa capacidade de viver como corpo de Cristo. Por isso, temos a responsabilidade pessoal de intervir. Desta consciência nasce a disponibilidade de nos tornarmos próximo e no fazermos próximos e, enquanto trabalhamos para suprir a necessidades, o pobre torna-se sacramento de Cristo, mesmo que só o venhamos a descobrir no fim dos tempos.
No último dia, todos seremos julgados acerca do amor, não nos será pedido senão contas do serviço amoroso que tivermos praticado diariamente.
O juízo revelará a verdade profunda da nossa vida quotidiana, o nosso viver do amor e para o amor aqui e agora.

Partilha da chata

NESTE DIA SOLENE EM QUE CRISTO É PROCLAMADO "REI DO UNIVERSO"
Olá, uma saudação amiga na Paz de Cristo. 
Hoje a Igreja Católica proclama Cristo "Rei do Universo".
Como Tu próprio afirmaste a Pilatos, Tu és Rei! Rei de um Reino bem diferente destes que nós habitamos aqui na terra e que  tão bem conhecemos… a força, a opressão, as injurias, a fome, a marginalização, a indiferença… As nossas fragilidades sempre em evidencia... Nós, nós e só nós, onde está o outro?! Reconheço-o?
O Teu Reino não é deste mundo, Tu o disseste. O Teu Reino é um Reino de verdade e vida, santidade e graça, de justiça, amor e paz. Um Reino de serviço... Um reino de Caridade!
Um dia sonhei... mas que bom seria se os reinos aqui fossem como o Teu... sem fome ou sede, sem doenças ou prisões, prisões não só expressas em imóveis que nos prendem o corpo, mas também aquelas que, não vemos, mas que nos prendem e tolham o olhar, como amarras que não nos deixam ir mais longe... até Ti... até ao Teu rosto desfigurado invisível no rosto daquele que passa a meu lado... 
Peço-Te, meu Deus e Senhor, ajuda-me a que eu seja um servo fiel do Teu Reino, aqui na terra, vivendo e defendendo sempre a verdade, a justiça e a paz... Que eu nunca esqueça as "Bem Aventuranças" em qualquer momento da minha vida e, se por acaso isso acontecer em algum momento,  tem compaixão de mim e... ajuda-me a levantar, a rectificar o meu caminho aceitando, com humildade, o Teu grande AMOR por mim e  pela Humanidade... a Tua imensa e eterna Misericórdia... QUE EU TE SAIBA RECONHECER COMO REI, um REI que vive no coração do meu irmão... 
Por hoje é tudo, embora muito houvesse, ou não, para dizer, mas já vos chateei...
Abraço, com desejos de uma semana cheia de LUZ e PAZ, para ver com os olhos do coração e meditar na alegria de um Deus que me ama e... como ama-LO no serviço, através dos outros.
ana saldanha (elemento da Equipa Casais Stª Maria/Colares)

sábado, 22 de Novembro de 2014

Luz da Paz de Belém, na Sé de Lisboa

A secção dos Caminheiros dos escuteiros da Região de Lisboa associou-se ao evento europeu para providenciar a chegada da Luz da Paz de Belém à Diocese de Lisboa.  ( http://luzdelapaz.org ) 
“Este evento, em simples modos, conta apenas com uma celebração de acolhimento da Luz que vem a partir da Gruta de Belém e chega por transmissão a outros. Estamos a contar com a chegada da Luz no próximo dia 19 de dezembro, na Sé Patriarcal de Lisboa, pelas 21h30, e será acolhida pelo Bispo Auxiliar de Lisboa, D. José Traquina. Gostaríamos que esta Luz pudesse estar presente em todas as paróquias, de forma a que a Luz da Paz de Belém cumpra o Sonho Missionário de Chegar a Todos”, refere uma carta enviada esta semana aos padres da diocese.
Informações: www.facebook.com/LuzPazBelem

"A POBREZA JÁ VIROU PAISAGEM"

Quem tem fome pede «dignidade, não esmola», frisa papa Francisco
«Enquanto se fala de novos direitos, o faminto ali está, à esquina da rua, e pede direito de cidadania, de ser considerado na sua condição, de receber uma alimentação de base saudável.» «A primeira preocupação deve ser a própria pessoa, a quantos falta o alimento diário e deixaram de pensar na vida, nas relações familiares e sociais, e lutam só pela sobrevivência.»

domingo, 16 de Novembro de 2014

PAISAGENS DOS NOSSOS DIAS - DA CHATARRONA (MATEUS 25,14-30)

Várias maravilhas em tempos e situações diferentes (embora no mesmo dia)  têm, no  entanto, de comum o mesmo tema : o mar, as nuvens e o sol.... expressões da Tua Criação, do Teu imenso Amor ....
São estes momentos de silencio interior, em que paro para Te louvar e agradecer,
que me enchem a alma e me sussurram baixinho ..... vale a pena !

Meus amigos, desejo-vos uma santa tarde na paz do Senhor Jesus.
Sabiam que hoje é o penúltimo fim-de-semana do ano litúrgico? Para o próximo será o último em que a Igreja proclama "Nosso Senhor Jesus Cristo Rei do Universo". Termina, assim, o ano com chave de ouro.

Hoje é o XXXIII domingo do tempo comum, e daqui por duas semanas entramos no Advento. Uau! O tempo passa de foguetão!
Neste domingo, Jesus fala-nos da Parusia, ou seja coisas do fim do mundo, fazendo-nos um apelo à vigilância. O senhor pode vir a qualquer momento da nossa vida... Mais uma vez fala-nos por parábolas e apresenta-nos as dos 
talentos. Para nós será as nossas "qualidades", ou se quisermos as graças com que o Senhor nos dotou para vivermos em comunidade trabalhando-as de forma a crescerem, não tão para nós, mas no serviço aos outros que por nós passam na vida. Ricos ou pobres... pessoas simplesmente como tu e eu. Uns saberão melhor sorrir, cantar, ter uma palavra de consolo e carinho ou acolher apenas com um abraço fraterno.... Distribuindo os nossos talentos, ou antes o nosso Amor!
Muitos saberão que sou "apaixonada" por números e, sobre esta parábola, o Padre J David Quintas, escrevia assim:
"Numa reflexão sobre a Parábola dos Talentos, pedi que me identificassem as suas personagens, indicando o que cada uma tinha e com que ficou, fazendo as contas aritméticas. Eis a resposta:
5x2=10  (o 1º duplicou  os 5 talentos que lhe foram conferidos )
2x2=4    (o 2º  duplicou os 2 talentos que lhe foram conferidos)
1x0=0    ( o 3º enterrou o talento com medo de o perder e.. não produziu nada - zero!) .
Perguntei então qual o valor do coeficiente.
- É a quantidade do amor - respondeu um miúdo. Duas pessoas tinham amor de grau 2, a outra não tinha e por isso ficou sem nada. Sem amor nada se consegue..."
Lembrei-me, do que falamos há umas semanas atrás, do "Escuta Israel " e depois de Mateus 22,34-40:
"Amarás o Senhor teu Deus e o próximo como a ti mesmo". Mais tarde Jesus iria-nos dizer, substituindo "como a ti mesmo"por  "Como Eu vos amei". 
Hoje foi demais, eu sei.
Abraço e boa semana, com Maria  na Paz de Jesus.
ana saldanha (elemento da Equipa Casais Stª Maria/Colares)

33º domingo comum – Ano A

Evangelho - Mt 25,14-30
Comentário Breve

A parábola dos talentos, no actual contexto de sistema económico liberal, pode muito facilmente ser lida de modo descontextualizado. Corre-se o risco de aparecer como um aplauso à eficiência de ganhos e assim desvirtuar o seu real sentido.
Tal como nas outras parábolas, o verdadeiro sentido, destina-se a exultar os discípulos a uma conversão de vida, dom dos dons recebidos.
Trata-se de um crítica veemente à comunidade cristã que tantas vezes se acomoda ao estado da situação, não enfrenta os desafios que trazem as novidades dos tempos, contentando-se com o que sempre se fez. Isto fica muito bem plasmado naquele comentário gasto de tão ouvido: já no tempo do meu avô...
A dois servos o Senhor deixou muito, cinco e dois talentos, respectivamente, para que os façam "frutificar". A um terceiro servo deixou um talento, que, contudo, não é pouco. Ressaltar que em todos depositou a mesma confiança, confiando-lhes os seus bens. Por isso, é legítima a expectativa que não traiam a confiança e façam uma sábia gestão dos bens que não são deles, mas do seu Senhor que lhas dará recompensa no retorno.
Muito tempo depois, uma alusão à última vinda do Senhor, requer aos servos contas da sua fidelidade e responsabilidade.
Apresentam-se os três diante d'Ele. O que recebeu cinco mostrou-se trabalhador, empreendedor, capaz de arriscar para que os dons não fossem diminuídos, nem desperdiçados ou inutilizados, consignando o dobro. Recebe em troca o elogio e a recompensa: "Muito bem, servo bom e fiel" (…) "Vem tomar parte na alegria do teu senhor". O mesmo acontece com o segundo que também duplicou os talentos.
Por fim vem o outro. Adianta-se e responde: ‘Senhor, eu sabia que és um homem severo, que colhes onde não semeaste e recolhes onde nada lançaste.
Por isso, tive medo e escondi o teu talento na terra".
Aqui tens o que te pertence’.
Com estas palavras confessa uma imagem do seu Senhor: um patrão de quem tem medo, que pede observância escrupulosa do que manda e que age de modo arbitrário. Fabricada uma imagem destas, escolheu não correr riscos: entrega o que recebeu. Assim dá ao Senhor o que é seu e não rouba, nem comete pecado... Onde já ouvi isto?...
"‘Servo mau e preguiçoso", proclama o seu Senhor. Mau fruto da imagem que criou em si e preguiçoso porque não foi capaz de agir segundo a confiança que nele foi depositada.
Todos sabemos que é mais fácil guardar (enterrar) os dons do que os dividir; é mais fácil conservar as posições do passado que descobrir a novidade da proposta; é mais fácil desconfiar do bem que nos fazem do que responder na mesma ordem na liberdade e por amor.
Não nos contentemos com o nosso mínimo.
E se aproveitássemos a parábola deste domingo para fazer o ponto da situação sobre os “talentos” que recebemos e aqueles que ganhámos?

- Agenda para hoje -

Lisboa
Música em São Roque
Portugal, o Compositor
Ensemble MPMP; Jan Wierzba, dir.
Igreja de S. Roque
21h30
Informações sobre programa completo e aquisição de bilhetes:Música em São Roque

sábado, 15 de Novembro de 2014

Formação para catequistas, em Alfragide


O Departamento da Catequese do Patriarcado de Lisboa promove, no próximo dia 29 de novembro, sábado, uma nova formação para catequistas do 1º ao 6º ano da catequese. “Esta nova data de formação deve-se ao elevado número de inscrições e participações na última formação e ao facto de muitos terem manifestado a necessidade de existir nova formação para esta fase da catequese. Contamos, deste modo, conseguir chegar a todos os catequistas que desejam esta formação específica”, informa este departamento, no seu site na internet (www.catequese.net).A formação decorre no Seminário de Nossa Senhora de Fátima, em Alfragide, entre as 9h00 e as 13h00.


Inscrições: 218810533 ou catequese@patriarcado-lisboa.pt

Vaticano

Vaticano: Papa rejeita aborto e eutanásia, sinais de «falsa compaixão» pelo ser humano
Francisco faz discurso em defesa da vida perante Associação de Médicos Católicos Italianos
Cidade do Vaticano, 15 nov 2014 (Ecclesia) – O Papa disse hoje no Vaticano que o aborto, a eutanásia e a “produção” de filhos mostram uma “falsa compaixão” que põe em causa a dignidade da pessoa, pedindo que nenhum ser humana seja uma “cobaia”.

“O pensamento dominante propõe, por vezes, uma falsa compaixão, a que considera como ajuda à mulher favorecer o aborto, como um ato de dignidade procurar a eutanásia ou como conquiesta científica ‘produzir’ um filho”, disse, num discurso proferido durante a audiência que concedeu à Associação de Médicos Católicos Italianos.
G20: Papa defende aposta no emprego «estável e dignificado» 
Francisco apela a intervenção internacional para travar conflito no Médio Oriente
Cidade do Vaticano, 15 nov 2014 (Ecclesia) - O Papa lançou um apelo aos líderes que integram o G20, pedindo que a sua próxima reunião promova uma política de criação de “emprego estável e dignificado” para superar a atual crise económica.
“Isto vai exigir uma melhoria na qualidade do investimento e dos gastos públicos, a promoção do investimento privado, um sistema fiscal justo e adequado, esforços concertados para combater a evasão fiscal e uma regulação do setor financeiro que assegure honestidade segurança e transparência”, refere Francisco, numa mensagem aos chefes de Estado e de Governo dos 20 países com maiores economias, reunidos entre hoje e amanhã na cidade australiana de Brisbane.

quinta-feira, 13 de Novembro de 2014

Musica:

Papa felicita Teresa Salgueiro e Rão Kiao pelas obras «Cânticos da tarde e da Manhã» e «Sopro de Vida»
Lisboa, 13 nov 2014 (Ecclesia) – O Papa Francisco enviou uma mensagem a Teresa Salgueiro e a Rão Kiao felicitando-os pelos discos “Cânticos da tarde e da Manhã” e “Sopro de Vida, ao ritmo da Liturgia”.
A carta enviada pela Secretaria de Estado do Vaticano afirma que “o Santo Padre acolheu com prazer” o CD de Teresa Salgueiro “Cânticos da tarde e da manhã” e o de Rão Kiao “Sopro de Vida, ao ritmo da Liturgia”, enviados pelos artistas ao Papa por ocasião do primeiro aniversário da sua eleição como sucessor de Pedro.
Francisco enviou também um agradecimento ao reitor do Seminário de Almada e bispo de Setúbal, D. Gilberto Canavarro Reis, pelos discos que recebeu, onde está escrita uma mensagem dos autores expressando os “sentimentos de alegria e gratidão ao Pai do Céu pelo Pontificado e vida” do Papa.
“Nunca sejais homens e mulheres tristes: um cristão não o pode ser jamais! Nunca vos deixeis invadir pelo desânimo!”, escreve Francisco na carta dirigida a Teresa Salgueiro, Rão Kiao e ao reitor do Seminário de Almada.
De acordo com os documentos enviados à Agência ECCLESIA, o Papa “confia à proteção da Virgem” Teresa Salgueiro, Rão Kiao e seus familiares e concede-lhes, bem como ao Reitor, formadores, seminaristas e pessoal auxiliar do Seminário de São Paulo de Almada a Bênção Apostólica.
O CD de Teresa Salgueiro “Cânticos da tarde e da Manhã”, de 2013, e de Rão Kiao “Sopro de Vida, ao ritmo da Liturgia”, de 2010, foram produzidos pelo Seminário de São Paulo de Almada.
PR

quarta-feira, 12 de Novembro de 2014

O desfecho do Sínodo sobre a família permanece em aberto; isso é bom ou é mau?
Penso que se percebeu (…) a importância dos testemunhos das famílias que foram convidadas a manifestar-se diretamente, e de forma inédita, na assembleia sinodal. Essa metodologia tem de ser ampliada. É inútil decidir sobre a vida das pessoas sem dispor-se primeiro a escutá-las..

Convite

A Diocesana de Lisboa do Movimento Casais de Santa Maria tem o prazer de convidar todos os casais para o 
RETIRO DE ADVENTO PARA CASAIS - FAMÍLIA EM SAÍDA

segunda-feira, 10 de Novembro de 2014

- Grupos de Caminhada Sinodal

- 3ª feira na Azóia às 15h30, em Almoçageme às 20h30 e no Mucifal às 21h00.
- 4ª feira em Colares e na Praia das Maçãs às 21h00.
- 5ª feira nas Azenhas do Mar às 21h00
- Domingo no Penedo às 10h00 e em Colares às 10h30.

- Partilha -

S. Pedro do Sul - imagens sobre o rio Vouga - partilha de agradecimento ao nosso Deus Trino de Amor- ... da chata
Como a água, Senhor, espelha a beleza da Criação, assim também e quero ser a água viva que espelha a ternura do Teu Amor  junto do homem, meu irmão, e de toda a Tua restante Criação. Te peço, ajuda - me a que isso seja possível. 
Boa semana na PAZ DE CRISTO, ana saldanha (elemento da Equipa Casais Stª Maria/Colares)